9 problemas comuns após implantes nos seios

Após a cirurgia de implante de prótese nos seios, cerca de uma a cada três mulheres irá precisar de uma nova cirurgia dentro de 10 anos.

problemas silicone

As cirurgia adicionais podem ser necessárias como resultado de complicações como a contratura capsular (endurecimento da cápsula cicatricial ao redor do implante), mudanças relacionadas à idade (flacidez dos seios) ou a ruptura do implante.
Todas as formas da cirurgia envolvem algum grau de risco. As complicações que podem afetar qualquer pessoa que tenha a cirurgia incluem:

  • uma reação adversa ao anestésico
  • sangramento excessivo
  • risco de infecção
  • desenvolver coágulos de sangue (onde o sangue engrossa para formar grumos sólidos)

Há também 9 complicações especificamente associadas com a cirurgia de implante de seios que são bastante comuns de acontecer. Veja quais são:

#1 – Contração Capsular

Depois do implante mamário, seu corpo vai criar uma cápsula de tecido cicatricial fibroso ao redor do implante, como parte do processo de cura. Esta é uma reação natural que ocorre quando qualquer objecto estranho é implantado cirurgicamente no corpo.
Ao longo do tempo, o tecido cicatricial começará a diminuir. O encolhimento é conhecido como contração capsular. A taxa e extensão à qual ocorre o encolhimento varia de pessoa para pessoa. Em algumas pessoas, a cápsula pode apertar o implante, tornando os seios mais duros. Você também pode sentir dor e desconforto.
A contratura capsular é uma complicação inevitável da cirurgia de implante mamário. Todos que fizerem os implantes mamários vão experimentar a contratura capsular, até certo ponto, e é provável que uma nova cirurgia seja necessária no futuro.


#2 – Ruptura da prótese de silicone

A ruptura é uma cisão que ocorre na carcaça do implante. A ruptura pode ser causada por:

  • enfraquecimento do implante: a bolsa que detém o silicone ou a solução salina fica mais fraca com o tempo
  • danos à prótese durante a cirurgia
  • falhas na produção da prótese
  • ferimentos ou lesão nos seios implantados

Quando os implantes foram desenvolvidos, tinham paredes muito finas e a ruptura era um problema comum. No entanto, com os implantes modernos a ruptura tem acontecido com menos frequência.

Se você tem prótese de silicone, a ruptura pode causar problemas graves de saúde. Você deve procurar o médico em caso de qualquer suspeita e realizar todos os procedimentos necessários para descobrir se realmente houve a ruptura.


#3 – Siliconomas

Se você tem uma prótese de silicone que se rompe, o silicone pode se espalhar para fora da cápsula cicatricial. Isto pode conduzir ao desenvolvimento de pequenas protuberâncias conhecidas como siliconomas. Elas podem ser sensíveis ao toque e se estão causando dor significativa podem precisar ser removidas. Em casos raros, o silicone pode se espalhar para os músculos em seu peito, seus nódulos linfáticos (glândulas), sob a axila ou em torno dos nervos do braço.

#4 – Vazamento do Silicone

O vazamento do gel ocorre em algum grau em todas as próteses mamárias, e tem sido recentemente um problema.
Ocorre quando as pequenas moléculas de polímero de silicone da superfície do implante são levadas para os tecidos circundantes ou ao sistema linfático (a rede de vasos que ajuda o corpo a combater as infecções e são encontrados em vários locais de todo o corpo, incluindo nas axilas).
Se as moléculas de silicone entrarem no sistema linfático, podem causar nódulos linfáticos (glândulas) que podem inchar e não raramente causar desconforto.

#5 – Cicatrizes ao colocar as próteses de silicone nos seios

Após a cirurgia, você terá inevitavelmente algum grau de cicatrização. Na maioria dos casos, a formação de cicatrizes é relativamente leve. No entanto, em cerca de uma em cada 20 mulheres, a cicatrização é mais grave. Para estas mulheres, as suas cicatrizes podem ser:

  • vermelha, ou altamente coloridas
  • granulosas
  • grossas ( espessas )
  • dolorosas

Os sintomas de cicatrizes graves devem melhorar gradualmente. Ao longo do tempo as cicatrizes vão começar a desaparecer, no entanto, em alguns casos, pode levar vários anos até que que haja uma melhora notável


#6 – Diferença na pele dos seios

Um implante mamário pode afetar a aparência da pele em seus seios. Por exemplo, após a sua operação você pode achar que a sua pele tem:

  • vincos
  • torções
  • dobras
  • ondulações

Estes sintomas são mais comuns em mulheres que têm seios muito pequenos antes de realizarem a cirurgia de implante de prótese de mama.

#7 – Aumento ou diminuição de sensibilidade nos mamilos

Após a cirurgia de implante de seio, cerca de uma a cada sete mulheres relataram que seus mamilos estão menos sensíveis ou completamente insensíveis.
Por outro lado, o contrário também pode ocorrer e seus mamilos podem se tornar mais sensíveis. As vezes, os mamilos podem tornar-se tão sensíveis que causam dor. O aumento da sensibilidade geralmente dura de três a seis meses.Se os seus mamilos estão doloridos, procure seu médico.

#8 – Infecção e sangramento

Após a cirurgia de implante da mama, infecção e hemorragia são relativamente raros, ocorrem em menos de 1% dos casos. Hemorragia interna também é incomum.
No entanto, se você fez um implante para a reconstrução da mama após uma mastectomia (retirada da mama), você pode ter um maior risco de infecção e sangramento.
A maioria das infecções podem ser tratadas com antibióticos. No entanto, se o seu peito se tornar severamente infectado, a prótese precisará ser removida para evitar complicações. Você deve ser capaz de ter o implante reinserido após o tratamento da infecção.
No entanto, é importante que o implante não seja re-introduzido muito em breve, pois isso pode aumentar o risco de infecção. Esperar um mínimo de três meses após a remoção é normalmente recomendado.
Algumas pesquisas sugerem que o risco de infecção e sangramento pode aumentar se você fuma, porque seus ferimentos vão demorar mais tempo para curar. A Associação Britânica de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética (BAPRAS) recomenda que você não fume antes de sua cirurgia a fim de reduzir o risco de complicações.

#9 – Seroma

Após fazer a cirurgia de implante nos seios, o fluido pode acumular-se em torno de seu implante. Isto é conhecido como um seroma e é bastante comum. Nos casos mais graves, uma cirurgia adicional pode ser necessária para drenar o fluido. No entanto, seromas geralmente desaparecem sem a necessidade de serem drenados.

Este artigo pertence a Como Aumentar os Seios.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um Comentário